ONU pede fim de operações militares em Darfur

2 fevereiro 2009

Secretário-Geral pediu às forças do governo e aos rebeldes para pôrem fim a todas as suas actividades militares no Darfur Sul. Disse ainda que a Unamid continuará a fazer tudo ao seu alcance para proteger a população civil na área.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU está seriamente preocupado com notícias sobre o reforço da presença de forças governamentais e rebeldes na área à volta de Muhajeria, no Darfur Sul, e com a possiblidade de novos confrontos entre o governo e o movimento para a Igualdade e Justiça, JEM.

Num comunicado emitido pelo seu porta-voz em Nova Iorque, Ban Ki-moon pediu às duas partes para pararem com todas as actividades militares na província.

O Secretário-Geral também relembrou às partes as suas obrigações ao abrigo da lei humanitária internacional, e expressou a sua preocupação sobre o sofrimento que os confrontos poderão causar à população civil, incluindo os milhares de deslocados internos que procuram refúgio nos campos e aldeias que cercam Muhajeria.

Circunstâncias Difíceis

Ban reiterou que a missão conjunta da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid, continuará a fazer tudo ao seu alcance para proteger civis no que descreveu por circunstâncias difíceis.

Relembrou ainda às partes a sua responsabilidade fundamental de trabalhar com a Unamid para assegurar a protecção de civis.

Darfur vive um conflito armado desde 2003 entre tropas do governo, grupos rebeldes e milícias. A violência já matou mais de 300 mil pessoas e deixou 2,7 milhões deslocadas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud