Ban preocupado com situação no Madagáscar

30 janeiro 2009

O Secretário-Geral apelou ao governo malgaxe para priorizar a protecção da população. Motins na capital Antananarivo já mataram dezenas de pessoas.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que está a seguir atentamente a situação no Madagáscar, na sequência de graves motins que mataram dezenas de pessoas na capital Antananarivo, e em outras regiões do país.

Num comunicado emitido pelo seu porta-voz em Nova Iorque, Ban manifestou a sua preocupação pela segurança da população e pelas perdas de vidas ocorridas nos últimos dias.

Divergências

O Secretário-Geral apelou ao governo do Madagáscar para priorizar a protecção da população, afirmando que compete às partes malgaxes resolver as suas divergências através do diálogo e de outros meios pacíficos.

Ban reiterou o apoio da ONU ao processo de diálogo e de reconciliação no país.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, também manifestou a sua preocupação pela violência em Antananarivo, e apelou para a protecção de mulheres e crianças.

Violência

A violência na capital malgache foi provocada por confrontos entre apoiantes do actual presidente, Marc Ravalomanana e o presidente da câmara de Antananarivo, Andry Rajoelina. Ravalomana antecedeu Rajoelina na presidência da câmara da capital e segundo agências de notícias a instabilidade poderá estar ligada a uma luta pelo poder.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud