Monuc participa na operação contra rebeldes hutus

28 janeiro 2009

A missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo revelou que muito em breve enviará um grupo de oficiais militares para o quartel-general da operação militar conjunta congolesa-ruandesa em Goma.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.

A missão da ONU na República Democrática do Congo, Monuc, aceitou um pedido do governo congolês para contribuir com equipas de ligação e planeamento para a operação militar conjunta entre o Ruanda e o Congo contra milícias ruandesas hutus no leste do país.

A decisão foi anunciada pelo chefe da Monuc, Alan Doss, após uma visita à região afectada, onde foi avaliar o impacto da operação militar sobre as populações civis..

Planeamento

A missão das Nações Unidas revelou que muito em breve enviará um grupo de oficiais militares para o quartel-general da operação em Goma. O seu mandato será estritamento limitado às áreas deligação e planeamento.

O objectivo da contribuição da Monuc será o de ajudar a aumentar a presença e gradual inclusão de funcionários civis da ONU no planeamento da operação militar conjunta em curso.

Coordenção Humanitária

Os funcionários civis da ONU trabalharão em questões como a coordenação humanitária e a desmobilização e repatriamento de antigos soldados congoleses ou combatentes rebeldes hutus.

A Monuc confirmou um aumento no número de rebeldes hutus que querem ser repatriados para o Ruanda, com o apoio das Nações Unidas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud