Unicef apela ao fim do sequestro de crianças na RD Congo

28 janeiro 2009

A representante do Unicef no país pediu a todas as partes envolvidas no conflito para fazerem tudo ao seu alcance para evitar o sofrimento de mulheres e crianças.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, apelou esta quarta-feira para o fim imediato dos sequestros, recrutamento forçado e extrema violência contra crianças e mulheres no nordeste da República Democrática do Congo.

O apelo foi feito pela representante do Unicef no país, Pierrette Vu Thi, no final de uma visita a Dungu, no distrito de Haut-Uele. Ela pediu a todas as partes envolvidas no conflito para fazerem tudo ao seu alcance para evitar o sofrimento de mulheres e crianças.

Ataques Deliberados

A representante do Unicef disse que o número de crianças sequestradas tinha atingido proporções horríveis. "Pedimos a todos os grupos armados para pararem imediatamente com ataques deliberados contra civis, e com o recrutamento e o uso de crianças nos combates", disse.

Emergência

O Unicef e os seus parceiros tem vindo a estender as suas intervenções de emergência em resposta a mais de uma dezena de ataques do Exército de Resistência do Senhor, LRA, um grupo rebelde armado ugandês.

Cerca de 9 mil pessoas, na sua maioria deslocados internos, receberam bens essencias de sobrevivència como mantas, sabão e óleo vegetal nos últimos dias.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud