Acnur quer que Colômbia proteja indígenas
BR

27 janeiro 2009

Agência da ONU diz que país precisa tomar medidas contra violência que está obrigando muitas pessoas a fugir de suas casas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, pediu às autoridades da Colômbia que tomem providências necessárias para proteger as populações indígenas da violência no país.

Segundo o Acnur, muitas pessoas estão sendo obrigadas a fugir de suas casas, no nordeste da Colômbia, por causa da situação.

Leia o boletim de Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

Fronteira

"Num dos incidentes, um grupo de índios Wayuu foi obrigado a fugir pela fronteira com a Venezuela após ser atacado no departamento de La Guajira.

Eles foram agredidos por homens armados que queimaram suas casas e ameaçaram matar o líder da tribo.

Pelo menos 86 indígenas Wayuu já fugiram para o estado de Zulia por causa da violência interna.

Grupos Armados

O Acnur na Venezuela está coordenando ações com autoridades locais para fornecer comida, roupas e redes para os refugiados.

Segundo a agência, nos últimos meses, têm aumentado os casos de ameaças de mortes, extorsão e intimidações contra os indígenas. O número de grupos armados também subiu na região. "

O povo Wayuu é um dos maiores do nordeste da Colômbia. Ao todo são 150 mil pessoas na Colômbia e 160 mil na Venezuela.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud