Exposição relembra nazismo

26 janeiro 2009

Amostra fotográfica marca Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto e menciona o médico Josef Mengele, que morreu no Brasil.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas inauguraram, nesta segunda-feira, a exposição fotográfica “Medicina da Morte: Criando a Raça Modelo”.

A exibição abre uma série de eventos para marcar o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, nesta terça-feira.

Gêmeos

“A mostra destaca a história de médicos nazistas que atuaram em campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, entre eles Josef Mengele, que ficou conhecido como “anjo da morte”.

Mengele atuou como médico no campo de concentração de Auschwitz, na Polônia. De acordo com documentos, Mengele realizou experimentos genéticos muitos deles com gêmeos.

A proposta do médico era produzir seres humanos louros e de olhos azuis que pertenceriam ao que ele chamava de uma pura raça ariana.

Após fugir para a América do Sul, Mengele passou por alguns países e se fixou no Brasil onde morreu. De acordo com a polícia, ele perdeu a vida num afogamento em São Paulo, em 1979.”

Além da exposição, que termina em 22 de março, a ONU exibe também filmes e organiza uma cerimônia em memória às vítimas do Holocausto.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud