Conselho de Segurança aprova resolução para Médio Oriente

Conselho de Segurança aprova resolução para Médio Oriente

Fim da violência de ambas as partes, retirada das forças israelitas, abertura de corredores humanitários e reconciliação dos palestinianos no texto da resolução da ONU.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas adoptou esta quinta-feira uma resolução com vista ao fim da violência na Faixa de Gaza.

A resolução foi aprovada com 14 votos a favor, e a abstenção dos Estados Unidos.

Visita

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, felicitou a decisão e disse que o próximo passo será o cessar-fogo e a abertura de Gaza à ajuda humanitária para a população.

Ban disse ainda que a sua visita ao Médio Oriente, na próxima semana, servirá para que o cessar-fogo seja efectivo.

No documento, o Conselho de Segurança apela a um cessar-fogo urgente e imediato que conduza a uma retirada total das forças de Israel de Gaza. E condena toda a violência e hostilidades dirigidas contra civis e os actos de terrorismo.

Terrorismo

A resolução deixa claro o apelo ao fornecimento e distribuição de assistência humanitária em Gaza, incluindo de comida, combustíveis e medicamentos.

Os 15 países-membros louvam a iniciativa do Egipto para o entendimento no Médio Oriente, e reconhecem outros esforços regionais e internacionais que estão a ser preparados.

O documento menciona a necessidade de reconciliação entre os palestinianos e pela a mais esforços entre as partes e a comunidade internacional para que se alcance a paz no Médio Oriente onde Israel e a Palestina vivam lado a lado em paz com segurança e reconhecimento das fronteiras, como definido na Resolução do Conselho de Segurança 1850.

Paz

A Resolução define a marcação de um encontro, este ano, em Moscovo, com a presença do Quarteto para o Médio Oriente e as partes.

A aprovação da Resolução culmina três dias de intensas reuniões do Conselho de Segurança sobre o Médio Oriente.