Bombardeio em Gaza mata 30 pessoas numa casa BR

Bombardeio em Gaza mata 30 pessoas numa casa

Segundo testemunhas ouvidas pela ONU, vítimas estavam num grupo de 100 pessoas que fugiam da violência; mortes teriam ocorrido na segunda-feira, mas socorro só chegou 2,5 dias depois.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório de Assistência Humanitária das Nações Unidas nos Territórios Palestinos, Ocha, informou que 30 pessoas morreram durante um ataque de Israel a uma casa em Gaza.

Segundo testemunhas ouvidas pelo Ocha, as forças israelenses teriam colocado cerca de 100 pessoas numa casa para protegê-las do conflito, no domingo, mas o local acabou sendo bombardeado um dia depois.

Socorro

A vice-diretora do Ocha nos Territórios Palestinos, Allegra Pacheco, disse à Rádio ONU, de Jerusalém, que pelos relatos, o socorro demorou a chegar.

Pacheco contou que a primeira ambulância só teria chegado ao local 2,5 dias após o bombardeio. Ela enfatizou que o Ocha não está acusando Israel de atos deliberados.

A vice-chefe da agência afirmou que não está fazendo nenhuma alegação sobre os motivos da operação, mas apenas relatando o que foi dito à agência pelas testemunhas e sobreviventes.

No fim da noite de quinta-feira, em Nova York, o Conselho de Segurança aprovou uma resolução pedindo o cessar-fogo imediato. O documento recebeu 14 votos a favor e uma abstenção, dos Estados Unidos.