OMM: frio da Europa não contradiz efeito estufa (Português para o Brasil)

9 janeiro 2009

Chefe da Organização Mundial de Meteorologia afirma que temperaturas baixas estão relacionadas ao fenômeno La Niña.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial de Meteorologia, OMM, negou que a onda de frio extremo na Europa seja um sinal de que o aquecimento global não existe.

A hipótese de alguns especialistas foi rebatida pelo secretário-geral da OMM, Michel Jarraud. Segundo ele, o inverno extremo da Europa, este ano, está relacionado, em parte, ao fenômeno La Niña.

40 cm de Neve

Jarraud explicou ainda que 2008 foi o 10º ano mais quente desde o início dos registros de temperatura em 1850.

De acordo com agências de notícias, a onda de frio na Europa já matou pelo menos 17 pessoas.

No estado da Saxônia, no leste da Alemanha, os termômetros marcaram até 27 graus negativos nesta quinta-feira.

No mesmo dia na região de Marselha, no sul da França, uma tempestade causou a formação de 40 cm de neve em poucas horas.

A situação é mais grave no leste da Europa, onde a suspensão de fornecimento de gás para aquecimento está ameçando a população mais idosa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud