Pillay pede investigação de violações em Gaza

9 janeiro 2009

Alta comissária de Direitos Humanos da ONU (foto) diz em Genebra que é preciso enviar monitores aos territórios palestinianos e a Israel para apurar responsabilidades.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York*.

A alta comissária de Direitos Humanos das Nações Unidas, Navi Pillay, pediu uma investigação independente para identificar violações e apurar responsabilidades sobre o conflito na Faixa de Gaza.

A afirmação foi feita durante uma sessão especial no Conselho de Direitos Humanos, em Genebra.

Dois Lados

Pillay defendeu o envio de monitores aos territórios palestinianos e a Israel.

O debate no Conselho de Direitos Humanos ocorreu horas após a aprovação de uma resolução do Conselho de Segurança, em Nova Iorque, que pede o cessar-fogo imediato.

A coordenadora de Relações Internacionais da ONG Conectas, Lucia Nader, disse à Rádio ONU, de São Paulo, que os dois lados têm de implementar a resolução.

Credibilidade

“É muito importante que esta resolução aprovada pelo Conselho de Segurança seja posta em prática e obedecida pelos dois lados. Hoje de manhã tanto o Hamas como Israel deram declarações de que a resolução tem problemas e que será difícil respeitá-la. Isso é muito ruim para a solução do conflito da região, mas também para a credibilidade da ONU como um todo. Esta solução deve sim ser respeitada e os países que compõem a ONU devem trabalhar para que isso aconteça”, afirmou.

Visita

Segundo agências de notícias, o movimento islâmico Hamas teria lançado vários roquetes contra o sul de Israel nesta sexta-feira, e o Exército israelita teria respondido com novos ataques.

O conflito na Faixa de Gaza já matou pelo menos 760 pessoas e deixou mais de 3 mil feridas. Na próxima terça-feira, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, embarca para o Médio Oriente onde irá discutir a implementação do cessar-fogo.

*Apresentação: João Rosário, da Rádio ONU em Nova York*.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud