Brasil propõe conferência sobre crise mundial
BR

12 janeiro 2009

Iniciativa partiu do presidente Lula (foto) para estabelecer cooperação entre países industrializados e em desenvolvimento; encontro deve ocorrer no Conselho Econômico e Social das Nações Unidas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Brasil está propondo às Nações Unidas a realização de uma conferência internacional para tratar da crise financeira. O evento pretende abordar os efeitos da crise para países em desenvolvimento e desenvolvidos.

A embaixadora brasileira, Maria Luiza Ribeiro Viotti, contou à Rádio ONU, em Nova York, que a proposta foi feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Vozes

“Existe esta possibilidade para 2009 inclusive no contexto de preparação para a conferência que será realizada pelas Nações Unidas. O que nós imaginamos é que está conferência atribui à ONU um papel do ponte entre os países do G20 e o conjunto dos países-membros das Nações Unidas.

Como o Brasil está no G20, nós poderemos também desempenhar este papel construtivo de fazer com que as vozes dos países que não estão representados no G20 também sejam ouvidas no momento de decisões sobre este assunto tão importante”, afirmou.

PIB

No início deste mês, a revista da Comissão Econômica para América Latina e Caribe, Cepal, publicou um artigo sobre a importância da reforma do sistema financeiro para a eficiência da ajuda ao desenvolvimento.

A ajuda prevê que cada país destine 0,7% de seu Produto Interno Bruto, PIB, a programas de desenvolvimento de nações mais pobres.

No ano passado, os países-membros da ONU reunidos em Doha, no Catar, lançaram um apelo para que a atual crise econômica não afete a eficiência dos projetos em curso sobre desenvolvimento no mundo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud