Nações Unidas elogiam cessar-fogo e pedem acesso a vítimas
BR

18 janeiro 2009

Secretário-Geral (foto) afirma que prioridade agora é assegurar entrega de ajuda humanitária a 1,5 milhão de palestinos na região.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas elogiaram o cessar-fogo, declarado por Israel na Faixa de Gaza, neste sábado.

O fim dos combates pelas forças israelenses entrou em vigor nas primeiras horas deste domingo em Gaza após 22 dias de uma ofensiva militar que matou mais de 1,1 mil pessoas.

Foguetes

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, que está visitando o Oriente Médio, disse que a prioridade imediata agora é assegurar acesso à população de Gaza para a entrega de ajuda humanitária. Ele também pediu a retirada das tropas israelenses da região.

Ban afirmou que estava aliviado com a decisão de Israel de suspender a operação militar e disse que o movimento islâmico Hamas tem que parar de lançar foguetes contra alvos israelenses.

Segundo agências de notícias, neste domingo, o Hamas declarou um cessar-fogo de uma semana.

Assembléia Geral

No sábado, Israel bombardeou uma escola das Nações Unidas em Gaza matando dois irmãos: um de sete e outro de cinco que estavam no local se refugiando da violência. Ban Ki-moon expressou sua indignação com o caso, pediu uma investigação, completa e a punição dos responsáveis pelo ataque.

Na sexta-feira, a Assembléia Geral da ONU aprovou uma declaração condenando a violência na Faixa de Gaza e pedindo o cessar-fogo imediato.

De acordo com autoridades palestinas, o conflito na Faixa de Gaza deixou cerca de 6 mil feridos. Deste total, 35% são crianças.

*Apresentação: Eduardo Costa, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud