Unicef adverte contra crianças-soldado na RD Congo

3 dezembro 2008

A agência da ONU foi informada que há menores a serem recrutados para conflitos na RD Congo e avisa os chefes militares que se trata de um crime de guerra.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, denunciou de que os grupos que estão envolvidos no conflito no este da RD Congo estão a recrutar crianças para os seus exércitos.

O Unicef foi informado de que pelo menos 5 menores foram armados na cidade de Kitshanga.

Crime de Guerra

Em declarações aos jornalistas, a porta-voz do Unicef, Miranda Eles, disse que o recrutamento de crianças é um crime de guerra.

A porta-voz do Unicef disse que a agência lança um apelo a todos os grupos armados para pararem imediatamente de recrutar crianças e que o recrutamento de menores é um crime de guerra por isso, os responsáveis militares serão chamados a responder segundo as normas internacionais.

Miranda Eles acrescentou que há o perigo de um surto de sarampo entre as crianças da zona dos conflitos. Pelo menos 180 menores foram diagnosticados com a doença.

Regresso

Para o Unicef, além do sarampo, as crianças da região do Kivu Norte correm riscos sérios de má nutrição e diarreias.

Por seu lado, o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, anunciou que cerca de 40 mil congoleses retornaram já às suas casas, para as encontrar saqueadas e destruidas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud