Acidentes matam mais de 800 mil crianças por ano (Português para a África)

Acidentes matam mais de 800 mil crianças por ano (Português para a África)

OMS e Unicef dizem que traumatismos são a primeira causa de morte para menores de 9 anos; acidentes de trânsito, afogamentos e queimaduras são comuns entre crianças de todas as idades.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um relatório conjunto da Organização Mundial da Saúde, OMS, e do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, revela que mais de 2 mil crianças morrem por dia, em todo o mundo, por causa de acidentes que podiam ser prevenidos.

O Relatório Mundial sobre Ferimentos nas Crianças, divulgado esta quarta-feira pelas Nações Unidas, diz que seria possível salvar mil crianças por dia com programas de prevenção.

Trânsito

O documento revela que os traumatismos involuntários são a primeira causa de morte nas crianças até ao nove anos.

O director do Departamento de Ferimentos e Prevenção da Violência da OMS, Etienne Krug, disse à Rádio ONU, de Genebra, que os acidentes mais mortais entre os menores são os que resultam de desastres de trânsito, afogamentos e queimaduras.

Mais Prevenção

Krug avançou à Rádio ONU que, em África, os acidentes de trânsito são os que fazem mais mortes entre as crianças.

“África tem as taxas de mortalidade por acidente mais altas. Especialmente por acidentes de trânsito. É muito importante investir em programas de prevenção para África, e para melhorar a situação no mundo”.

De acordo com o director do Departamento de Ferimentos e Prevenção da violência da OMS, são três as principais recomendações do relatório: mais programas de prevenção em todo o mundo; melhores sistemas de saúde para acolherem as vítimas de traumas e, por fim, mais colaboração entre os países e as agências internacionais que apoiam programas de saúde infantil.