Conselho de Segurança analisa Guiné-Bissau

11 dezembro 2008

Entre os temas estão as últimas eleições legislativas, questões de direitos humanos e tráfico de estupefacientes.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança da ONU analisa esta quinta-feira o relatório sobre o Escritório das Nações Unidas na Guiné-Bissau, Unogbis.

De acordo com o porta-voz da Unogbis, Vladimir Monteiro, o documento contempla vários aspectos da intervenção da ONU no país, que passa pelo acompanhamento do inquérito em curso sobre o atentado contra o presidente da República da Guiné-Bissau, João Bernardo Nino Vieira, e pela situação dos direitos humanos, em particular nas prisões.

“A ONU e outros parceiros visitaram as prisões e foram feitas várias recomendações. O relatório chama a atenção para as condições dos detidos, com recomendações para a melhoria das condições dos reclusos, das consultas médicas, melhoria da alimentação e maior segurança”.

Temas

Vladimir Monteiro adiantou que o relatório faz referência ao narcotráfico na Guiné-Bissau, com o Secretário-Geral da ONU a saudar a Comunidade Económica da Africa Ocidental, Cedeao, pela confêrencia internacional realizada em Cabo Verde, em Outubro, de onde saiu uma declaração política e um plano de acção contra o tráfico de droga na Guiné-Bissau.

“O Secretário-Geral apela aos Estados-membros da Cedeao, o Conselho de Segurança e comunidade internacional para ajudar a combater o narcotráfico. O Secretário-Geral diz que está disposto a apoiar ainda mais o governo da Guiné-Bissau nesse combate”.

Outro tema realçado pelo porta-voz da missão é o desfecho dos resultado

eleitoral, uma vez que, segundo Monteiro, é aguardado na próxima semana o parecer do Tribunal Supremo sobre as solicitações de três partidos políticos sobre as eleições.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud