Guiné-Bissau precisa de forte apoio externo, diz ONU

Guiné-Bissau precisa de forte apoio externo, diz ONU

Conselho de Segurança diz que situação no país causa preocupação profunda; tentativas de golpe de Estado e tráfico de drogas foram mencionados na reunião.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas mostraram-se preocupadas com a situação de insegurança na Guiné-Bissau. Um comunicado do Conselho de Segurança informa que o país ainda precisa de forte apoio da comunidade internacional.

O órgão analisou o relatório das actividades do Escritório das Nações Unidas de Apoio à Consolidação da Paz na Guiné-Bissau, Unogbis, na quinta-feira.

Desejo

Da reunião saiu uma nota de apreensão sobre o atentado contra o presidente guineense, João Bernardo Nino Vieira, em Novembro, uma semana depois da realização de eleições legislativas.

Os 15 membros do Conselho de Segurança anunciaram o desejo de ajudar no Programa de Reforma do Sector da Segurança na Guiné-Bissau.

Recomendações

O Conselho pediu ao Secretário-Geral da ONU que avance com recomendações de modo a transformar a Unogbis numa estrutura integrada.

A Guiné-Bissau faz parte do conjunto de países que estão na agenda da Comissão de Consolidação da Paz, da ONU.

O objectivo da comissão é ajudar os países pobres a não caírem em situações de conflito e de caos.