Timor-Leste: direito à comida crucial à estabilidade
BR

17 dezembro 2008

Relatório sobre alimentação foi lançado nesta terça-feira em Díli, capital do país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão Integrada das Nações Unidas no Timor-Leste, Unmit, lançou nesta terça-feira um relatório sobre o Direito à Alimentação no país.

O documento examina os esforços feitos pelo governo timorense, membros da comunidade internacional e da sociedade civil para concretizar o direito de comida a todos no Timor.

Transporte

Segundo a Comissão Econômica, Social e de Direitos Culturais das Nações Unidas, o direito à comida é cumprido quando todo homem, mulher e criança tem acesso, em qualquer hora, à alimentação necessária.

De acordo com a pesquisa, o direito à alimentação é fundamental para a estabilidade de uma nação.

O relatório mostra os desafios que o Timor-Leste enfrenta para assegurar comida a todos. Os maiores problemas estão nas áreas de infra-estrutura, tratamento das colheitas, transporte, ligação entre aldeias e conhecimento sobre nutrição.

As Nações Unidas elogiaram a decisão do governo timorense de propor um aumento para o orçamento de 2009 do Ministério da Agricultura e da Pesca.

O governo também informou que fará da segurança alimentar e do desenvolvimento rural uma de suas prioridades para o próximo ano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud