Tribunal para o Líbano começa em março de 2009
BR

18 dezembro 2008

Anúncio foi feito pelo Secretário-Geral da ONU; tribunal deve julgar casos de assassinatos incluindo o do ex-premiê Rafik Hariri, morto em 2005.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York*.

Começará a funcionar, em 1º de março de 2009, o Tribunal Especial para o Líbano. A corte deverá julgar vários casos de assassinatos políticos no país, incluindo o do ex-primeiro-ministro libanês, Rafik Hariri.

Ele foi morto durante a explosão de um carro-bomba, em fevereiro de 2005, na capital Beirute.

Diálogo

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, reafirmou seu compromisso firme para acabar com a impunidade e levar à Justiça todos os responsáveis pelo assassinato de Hariri e outros ataques relacionados ao crime.

Nesta quinta-feira, o coordenador especial da ONU para o Líbano, Michael Williams, encontrou-se com o presidente do país, Michel Sleiman.

Williams afirmou que o diálogo nacional do Líbano deve recomeçar na próxima semana.

Mandato

Ele lembrou que é importante que o Líbano continue o processo independentemente de discordâncias que possam surgir.

Na quarta-feira, o Conselho de Segurança adotou a Resolução 1852 renovando o mandato da Comissão Internacional e Independente de Investigação até fevereiro de 2009.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud