Relatório atribui sumiços a ex-tropas do Nepal
BR

19 dezembro 2008

Investigação, conduzida por Nações Unidas, ouviu testemunhas sobre assassinatos de presos políticos durante guerra civil no país asiático.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório compilado pela ONU sobre desaparecimentos no Nepal concluiu que ex-tropas do governo seriam responsáveis por vários crimes cometidos durante a guerra civil do país asiático.

Segundo a investigação, divulgada nesta sexta-feira, cerca de 170 homens e mulheres desapareceram do distrito de Bardiya entre 2001 e 2003.

Monarquia

O conflito entre ex-tropas do governo e rebeldes maoístas matou 13 mil pessoas e chegou ao fim em 2006 após um acordo de paz.

A alta comissária de Direitos Humanos da ONU, Navi Pillay, informou que o governo nepalês está organizando uma comissão de investigação para apurar todos os desaparecimentos forçados durante o conflito.

Após o acordo de paz, o Nepal realizou eleições legislativas e aboliu a monarquia, que durava 240 anos.

Após a proclamação da República, o Nepal escolheu Ram Baran Yadav como seu primeiro presidente.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud