Acnur anuncia regresso de refugiados do Burundi (Português para a África)

22 dezembro 2008

Mais de 60 mil pessoas do Burundi regressaram a casa só este ano; o Acnur estima que só haja um campo aberto na Tanzânia, no início de 2009.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, prevê para breve o fim dos refugiados burundineses que se encontram na Tanzânia, quer através do regresso ao país de origem, quer pela naturalização como cidadãos do país de acolhimento.

O Acnur acredita que, em Janeiro, apenas haverá um campo a funcionar, e 50 mil refugiados do Burundi em solo tanzaniano.

Regresso

De acordo com o porta-voz do Acnur, Ron Redmond, em Genebra, a organização já ajudou 357 mil refugiados a regressar a casa, 63 mil durante o presente ano.

Redmond disse que a agência estima em 470 mil o número de pessoas que terá regressado a casa nos últimos seis anos, da Tanzânia e de outros países.

O Acnur e o governo tanzaniano encerraram seis campos ao longos dos útimos seis anos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud