Brasil priorizará reformas da ONU em 2009

23 dezembro 2008

Embaixadora brasileira na ONU, Maria Luiza Ribeiro Viotti (foto), disse que país manterá consultas sobre mudanças no Conselho de Segurança.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A reforma do Conselho de Segurança é uma das prioridades do Brasil, para o próximo ano, nas Nações Unidas.

A informação é da embaixadora brasileira na ONU, Maria Luiza Ribeiro Viotti.

Resolução

Ribeiro Viotti disse à Rádio ONU, em Nova York, que o país manterá sua participação no G-4, o grupo formado por Brasil, Alemanha, Índia e Japão, além de ampliar suas consultas com outros fóruns.

“Participamos também de um grupo de países em desenvolvimento conhecido como o L-69, um grupo que apresentou uma resolução nas Nações Unidas na última sessão da Assembléia Geral, justamente para promover o estabelecimento de negociações sobre este tema. É um grupo de países em desenvolvimento. Participam dele também África do Sul e Índia.

De maneira que o Brasil junto com Índia e África do Sul e outros países em desenvolvimento também tem mantido consultas constantes a respeito deste assunto para fazer com que a reforma aconteça”, explicou.

Fevereiro

Na última sessão da Assembléia Geral, os países-membros da ONU decidiram que as negociações para a reforma do Conselho de Segurança devem começar até fevereiro de 2009.

O Conselho de Segurança é formado por 15 países incluindo cinco membros permanentes: Estados Unidos, China, Rússia, França e Grã-Bretanha.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud