Banco Mundial recomenda melhorias ao Mali

30 dezembro 2008

Medidas para o setor agrícola partiram de estudo sobre dificuldades ao crescimento no país africano; órgão também aconselha reformas.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um relatório do Banco Mundial sobre Desenvolvimento Rural no Mali recomenda ao governo do país maior intervenção no apoio aos pequenos agricultores como forma de relançar este sector da economia do país.

O documento identifica como uma das principais dificuldades dos malianos que vivem do trabalho na terra o acesso ao crédito.

Fosso

O relatório revela que 80% da população vive nas zonas rurais, cerca de 13 milhões de pessoas, mas apenas 2% destas pessoas têm acesso a crédito bancário.

O documento diz ainda que a actividade bancária no Mali está quase toda centrada na capital do país, Bamako, e que das 52 instituições de microcrédito que existem no Mali, apenas seis dedicam-se a financiar os pequenos agricultores.

O documento aponta ainda como outros obstáculos as dificuldades dos agricultores em economizar ou a falta de mecanismos financeiros para as populações rurais.

Recomendações

O Banco Mundial conclui que existe um enorme fosso entre o acesso ao dinheiro e os agricultores.

Para reparar a diferença, a instituição financeira internacional recomenda ao governo do Mali que desenvolva uma estratégia e um plano de acção para fazer reformas com vista a promover o acesso ao crédito entre os agricultores, que forneça ajuda técnica aos bancos para poderem prestar serviços aos agricultores e que avance com instrumentos financeiros à medida dos produtores agrícolas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud