Unrwa lança apelo de emergência para Gaza

31 dezembro 2008

Agência pede US$ 34 milhões para socorrer vítimas; bombardeamentos de Israel mataram mais de 380 pessoas e feriram pelo menos 1,5 mil.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Agência da ONU de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, lançou um apelo de emergência, esta quarta-feira, para socorrer os moradores da Faixa de Gaza.

A Unrwa pede mais US$ 34 milhões, para as vítimas dos bombardeamentos israelitas na região.

Alimentos

Segundo agências de notícias, pelo menos 380 pessoas morreram e 1,5 mil estão feridas. Aviões de Israel começaram a atacar a Faixa de Gaza no sábado em resposta aos atentados com roquetes lançados por militantes palestinianos contra o sul do país.

Antes do apelo, o vice-ministro palestiniano das Relações Exteriores, Ahmed Sobeh, contou à Rádio ONU, de Ramallah, que a ajuda está a chegar aos poucos.

“Conseguimos, com a ajuda das Nações Unidas, introduzir em Gaza alguma ajuda proveniente da Jordânia e do Egipto, mas estamos a tentar fazer mais”, disse.

Compra

De acordo com a Unrwa, o apelo de emergência servirá para comprar medicamentos e combustíveis, alimentos, pequenos empréstimos e material de reparação para as casas bombardeadas.

A agência da ONU dá assistência para 1,5 milhão de palestinos, o que representa dois terços da população da região.

Ainda nesta quarta-feira, uma outra agência da ONU, em Jerusalém, Unsco, disse que a situação não é só perigosa, mas assustadora, para pais e filhos em Gaza.

Vizinhos

O coordenador humanitário do Unsco, Maxwell Gaylard, pediu ainda mais cooperação das autoridades israelitas e disse que as centrais eléctricas de Gaza precisam de combustível para funcionar.

A israelita Silvia Nudelman, que vive no norte do país, e longe da área dos ataques, contou à Rádio ONU de Naharya, que ela e os seus vizinhos estão a preparar-se para uma eventual situação de emergência.

“Fazemos a vida normal. Está tudo aberto, comércio aberto, todos trabalham. Mas temos medo. Se acontecer algo, está tudo pronto para não ser apanhado de surpresa como da outra vez (em 2006)”, contou.

Quarteto

O Secretário-Geral da ONU participou numa reunião, por teleconferência, com os restantes membros do Quarteto Diplomático para o Médio Oriente, no fim da tarde de terça-feira, em Nova Iorque.

O grupo, formado por ONU, União Europeia, Estados Unidos e Rússia, pediu um cessar-fogo imediato em Gaza e no sul de Israel e afirmou que todas as partes devem responder às carências humanitárias e económicas de Gaza.

Apresentação*: João Rosário, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud