50 mil deslocados internos na RD Congo

4 novembro 2008

PAM começa a distribuir rações alimentares para mas de 135 mil pessoas no Kivu Norte.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A ONU revelou hoje que cerca de 50 mil deslocados internos estão desaparecidos na República Democrática do Congo depois dos seus campos terem sido queimados e saqueados perto da localidade de Rutshuru, no leste do país.

A Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, disse que os deslocados desaparecidos habitavam campos situados em áreas remotas controladas pelos rebeldes do ex-general Laurent Nkunda.

Ração alimentar

O Programa Alimentar Mundial, PAM, afirmou que vai começar a distribuir amanhã uma ração para 10 dias a mais de 135 mil pessoas em campos situados nas imediações de Goma, a capital de Kivu Norte.

A afirmação é de Emilia Casella, porta-voz do PAM em Genebra.

Emilia Casella disse que a distribuição será feita num só dia para evitar violência. As rações do PAM ajudarão também a resolver o problema de falta de alimentos em Goma.

Situação Alarmante

O Fundo das Nações Unidas para a Infância revelou que a situação humanitária é cada vez mais alarmante para milhares de pessoas vulneráveis no Kivu Norte, particularmente mulheres e crianças.

O Unicef referiu que só na semana passada, pelo menos 100 mil pessoas, mais de metade das quais crianças, tornaram-se deslocados internos.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, anunciou que o governo da Noruega vai fornecer 30 toneladas de medicamentos para ajudar a combater doenças no leste da RD Congo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud