Seca na Etiópia sem fim à vista

6 novembro 2008

Cerca de 6, 5 milhões de etíopes dependem da ajuda alimentar internacional para sobreviverem.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A prolongada seca que afecta a maior parte da Etiópia deverá continuar até o próximo ano e as perspectivas para a produção de cereais no leste do país permanecem sombrias, disse a agência humanitária da ONU.

O Escritório das Nações Unidas para Assistência Humanitária, Ocha, revelou que uma recente avaliação da produção agrícola chegou à conclusão que pelo menos seis regiões no leste da Etiópia não produziram cereais devido à falta de chuvas.

Preço de Alimentos

Uma equipa da ONU começou esta semana a determinar as necessidades de emergência para o primeiro semestre de 2009, numa altura em que o Corno de África continua a ser afectado pelos efeitos combinados da seca e altos preços dos alimentos.

A agência humanitária das Nações Unidas referiu que as principais necessidades de emergência deverão incluir comida, assistência médica, água e saneamento, equipamentos agrícolas e cabeças de gado.

Ajuda Alimentar

Em Outubro, o Ocha fez um apelo de 265 milhões de dólares para financiar as suas operações de emergência através do país, para os próximos três meses, de forma a responder ao alastramento da crise.

Cerca de 6, 5 milhões de etíopes dependem da ajuda alimentar internacional para sobreviverem.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud