Ban pede fim das hostilidades na RD Congo

Ban pede fim das hostilidades na RD Congo

O Secretário-Geral da ONU apelou para a retirada de todas as forças militares para posições que ocupavam antes do reinício dos combates a 28 de Agosto.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral das Nações Unidas está seriamente preocupado com a continuação da violência no leste da República Democrática do Congo, particularmente pelos confrontos que irromperam nos últimos dois dias entre milícias pró-governamentais da Pareco/Mayi-Mayi e os os rebeldes tutsis do Congresso Nacional de Defesa Popular, Cndp, na região de Rutshuru.

Num comunicado emitido em Nova Iorque, Ban Ki-moon refere ainda estar preocupado com ataques dos rebeldes tutsis contra posições governamentais, esta manhã, na zona de Nyanzale.

Fim das Hostilidades

A informação é da porta-voz da ONU, Michele Montas.

Ban Ki-moon apela para uma cessação imediata das hostilidades e para a retirada das forças para posições que ocupavam antes do reinício dos combates no dia 28 de Agosto, disse Montas.

O Secretário-Geral pediu também aos grupos armados envolvidos nos confrontos para apoiarem os esforços em curso para encontrar uma solução política para a crise no leste do Congo e evitarem actividades que resultem em mais deslocamentos e sofrimento para a população civil.

Cimeira Regional

Ban Ki-moon participa esta sexta-feira en Nairobi, numa cimeira regional sobre a República Democrática do Congo, destinada a encontrar uma solução global e durável para a crise.