Crianças apresentam manifesto eleitoral na Guiné-Bissau

Crianças apresentam manifesto eleitoral na Guiné-Bissau

O manifesto apela aos partidos políticos para integrarem assuntos que digam respeito às crianças nas suas agendas eleitorais e em futuras políticas governativas.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Parlamento infantil na Guiné-Bissau apresentou o seu manifesto eleitoral aos 19 partidos políticos e duas coligações que participam nas eleições legislativas de 16 de Novembro.

Preparado com o apoio do Fundo da ONU para a Infância, Unicef, o manifesto apela para uma maior participação da juventude no processo de tomada de decisões, particularmente em questões que afectem a vida das crianças, e para o respeito de convenções internacionais sobre direitos das crianças.

Agendas Eleitorais

Também pede aos partidos políticos para integrarem assuntos que digam respeito aos jovens, nas suas agendas de campanha e em futuros programas governamentais.

A representante do Unicef na Guiné-Bissau disse que as eleições legislativas constituiam uma oportunidade que não poderia ser desperdiçada.

Situação Desastrosa

Apesar da Convenção sobre os Direitos das Crianças ter sido ratificada pela Guiné-Bissau em 1990, a maior parte dos direitos fundamentais dos jovens continuam a ser ignorados no país, disse um membro do parlamento infantil.

O manifesto apela especificamente para uma melhoria da situação desastrosa que as crianças enfrentam no país, nos domínios da mortalidade infantil, educação, HIV/Sida e protecção.