PMA reduz distribuição de alimentos no Zimbábue
BR

11 novembro 2008

Programa Mundial de Alimentos afirma que US$ 140 milhões, o equivalente a pouco mais de R$ 310 milhões, são necessários para garantir operações de ajuda humanitária no país até março de 2009.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, alertou, nesta terça-feira, que a assistência a 4 milhões de zimbabueanos está sendo prejudicada por falta de financiamento.

Segundo a agência, US$ 140 milhões, o equivalente a pouco mais de R$ 310 milhões, são necessários para garantir as operações de ajuda humanitária no Zimbábue até março de 2009.

Malnutrição

O PMA afirmou que, atualmente, não há comida para efetuar distribuições em janeiro e fevereiro do próximo ano.

De acordo com a agência, nas comunidades mais afetadas, muitas pessoas estão sobrevivendo com apenas uma ou até nenhuma refeição por dia.

O PMA informou que está reduzindo as distribuições de rações de cereais por pessoa para assistir um número maior de zimbabueanos. Mas, alertou que isto poderá causar maior má-nutrição e vulnerabilidade à doenças.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud