ONU quer enviar mais 3 mil soldados para a RD Congo (Português para África)

ONU quer enviar mais 3 mil soldados para a RD Congo (Português para África)

Duas semanas após o início dos combates no leste do país, mais de 250 mil deslocados internos continuam inacessíveis à ajuda humanitária.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança da ONU está a ponderar o possível envio de tropas adicionais para a missão de paz na República Democrática do Congo.

Duas semanas após o início dos combates no leste do país, mais de 250 mil deslocados internos continuam inacessíveis à ajuda humanitária.

Conselho de Segurança

O responsável pelas operações de manutenção de paz das Nações Unidas, Alain LeRoy, informou o Conselho de Segurança sobre o seu pedido para o envio de três mil capacetes azuis adicionais para reforçar os cerca de 17 mil soldados que compõem a missão da ONU no Congo, Monuc.

LeRoy disse que as forças adicionais eram necessárias, particularmente brigadas móveis. Afirmou ainda que a Monuc disponha de 10 mil soldados para uma população de 10 milhões de pessoas na região dos Kivus, ou seja 10 capacetes azuis por 10 mil civis, um número claramente insuficiente.

Aquele responsável da ONU disse compreender que muitos países membros do Conselho de Segurança apoiavam o reforço da capacidade militar da Monuc, mas notou que mesmo com luz verde do conselho, as novas tropas nunca estariam no terreno em menos de 2 meses.

Frente Humanitária

Na frente humanitária, os quatro primeiros aviões que transportam medicamentos para combater o alastramento da cólera e outras doenças respiratórias, chegaram a Goma.

Um milhão de comprimidos de purificação de água e milhares de latrinas ambulantes vão também começar a ser distrubuídas às populações locais.