FAO defende nova ordem agrícola mundial

19 novembro 2008

O director-geral da FAO disse que distorções provocadas por subsídios agrícolas, barreiras comerciais e tarifas de importação tornavam imperativo um novo sistema de segurança alimentar.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O director-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, Jacques Diouf, apelou aos líderes mundiais para se reunirem no próximo ano para criarem uma nova ordem agrícola e angariarem US$ 30 mil milhões, por ano, para erradicarem a pobreza de uma vez por todas.

Falando esta quarta-feira numa sessão especial da conferência executiva da Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação, em Roma, Diouf afirmou que a cimeira era necessária porque 60 anos após a criação da FAO era essencial estabelecer um novo sistema de segurança alimentar no mundo.

Insegurança Alimentar

Jacques Diouf salientou que era necessário mudar o actual sistema que causava insegurança alimentar devido a distorções no mercado internacional provocadas por subsídios agrícolas, tarifas de importação e barreiras comerciais.

A cimeira, proposta para o primeiro semestre de 2009, deverá, segundo Diouf, estabelecer as bases para um novo sistema de gestão da segurança alimentar mundial e oferecer meios aos agricultores, dos países ricos e pobres, para viverem com dignidade.

Crise Financeira

O chefe da FAO disse que o montante de US$ 30 mil milhões por ano para construir infraestruturas rurais e aumentar a produtividade agrícola nos países em desenvolvimento era concretizável.

“Uma soma 100 vezes superior foi angariada em apenas algumas semanas para enfrentar a actual crise financeira”, disse Jacques Diouf.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud