ONU pede respeito do cessar-fogo no Darfur

19 novembro 2008

Ban Ki-moon disse que encarava com seriedade notícias sobre bombardeamentos aéreos e combates em Darfur.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral das Nações Unidas reagiu ao que descreveu por notícias preocupantes sobre bombardeamentos aéreos perto de Kutum, no Darfur Norte e combates na zona de Tine, no Darfur Ocidental e ao longo da fronteira com o Chade.

Ban Ki-moon disse num comunicado emitido em Nova Iorque que encarava as notícias com seriedade e pediu a todas as partes para não se envolverem em hostilidades e respeitarem o espírito do cessar-fogo recentemente declarado pelo governo do Sudão.

Processo de Paz

Ban apelou ainda às partes no Darfur para cooperarem com a missão conjunta da ONU e da União Africana na região, Unamid, na investigação dessas notícias.

Entretanto, a Unamid revelou esta quarta-feira que o mediador-chefe para o Darfur, Djibril Bassole, encontra-se no Darfur para tentar revitalizar o processo de paz.

Bassole já se reuniu com vários actores, incluindo a liderança da Frente de Resistência Unida, URF, um dos movimentos rebeldes no terreno.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud