Moreno Ocampo apresenta provas contra rebeldes em Darfur
BR

20 novembro 2008

Os comandantes, citados por Luis Moreno Ocampo (foto), seriam responsáveis pelo ataque ocorrido em Haskanita, em 29 setembro de 2007, contra um acampamento das Forças de Paz da União Africana.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.*

O promotor do Tribunal Penal Internacional,TPI, Luis Moreno Ocampo, pediu, nesta quinta-feira, que o tribunal emita mandatos de prisão contra três comandantes de forças rebeldes em Darfur.

O promotor afirmou que ninguém está acima da lei e que os acusados devem ser julgados por crimes de guerra.

Crimes de Guerra

Os comandantes, citados por Luis Moreno Ocampo, seriam responsáveis pelo ataque ocorrido em Haskanita, em 29 setembro de 2007, contra um acampamento das Forças de Paz da União Africana.

Os rebeldes teriam causado a morte de 12 integrantes das Forças de Paz, deixado oito feridos graves, e saqueado 17 veículos do acampamento.

Segundo o promotor, há indícios para processar os comandantes das forças rebeldes pelos alegados crimes de guerra envolvendo saques, assassinatos e ataques direcionados, intencionalmente, contra pessoal e equipamentos das missões de paz.

*Apresentação: Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud