Perspectiva Global Reportagens Humanas

Aumenta violência contra refugiados na RD Congo (Português para o Brasil)

Aumenta violência contra refugiados na RD Congo (Português para o Brasil)

Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que na manhã desta sexta-feira, uma jovem teria sido morta a tiros e várias casas saqueadas em Kibati.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.

O porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, William Spindler, declarou, nesta sexta-feira, que a situação nos campos para refugiados em Kibati, na República Democrática do Congo, permanece preocupante.

Segundo Spindler, na manhã desta sexta-feira, uma jovem teria sido morta a tiros e várias casas saqueadas.

Deslocados Internos

O porta-voz informou que o Acnur está transferindo deslocados internos de Kibati para novos acampamentos. Mas, de acordo com a agência, os novos campos só podem acomodar metade das 67 mil pessoas em Kibati.

Numa entrevista à Rádio ONU, de Genebra, Spindler falou sobre as condições de segurança na região.

“Há dificuldades para garantir a segurança das pessoas vulneráveis que fugiram dos combates entre as forças rebeldes e as forças do governo. Nos últimos dias, não houve enfrentamentos, mas, ao mesmo tempo, muitos problemas continuam, como este assassinato, roubos e violações contra mulheres, por homens armados, por bandidos,” disse.

Segundo o Acnur, 250 mil congoleses teriam sido deslocados desde do início dos conflitos. E cerca de 12 mil teriam cruzado a fronteira para Uganda.