Surto de cólera mata 115 pessoas no Zimbabué (Português para África)

21 novembro 2008

A Organização Mundial da Saúde, OMS, está a trabalhar em coordenação com outras agências da ONU e autoridades locais.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, revelou nesta sexta-feira a ocorrência de cerca de 3 mil casos de cólera no Zimbabwe, que resultaram até agora na morte de 115 pessoas.

A informação é da porta-voz da OMS, Fadela Chaib.

Segundo Chaib, muitos zimbabueanos estão a procurar tratamento nos países vizinhos. A OMS está a trabalhar com o governo do Zimbabué para ter mais informações sobre o surto.

Equipamentos Médicos

A Organização Internacional das Migrações, OIM, indicou também que está a trabalhar em coordenação com outras agências da ONU e autoridades locais para combater a doença.

As actividades da OIM neste quadro incluem a localização e transporte para hospitais de pessoas que padecem de cólera, a colocação de enfermeiros nos Centros de Tratamento da doença e o fornecimento de medicamentos e equipamentos médicos.

A Organização Internacional de Migrações está a apoiar o ministério da saúde na cidade fronteiriça de Beitbridge, onde 46 pessoas já morreram.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud