Abuso sexual de menores

Abuso sexual de menores

Representantes de mais de 125 países estão reunidos na cidade para buscar respostas contra exploração de crianças e adolescentes.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, inaugurou nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, o 3º Congresso Mundial de Enfrentamento de Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

O evento, no Riocentro, que reúne mais de 3 mil participantes de pelo menos 125 países, pretende trocar experiências e buscar respostas em todo o mundo para combater o problema.

Esperança

Leia o boletim de Samantha Barthelemy.

“A diretora-executiva do Unicef, Ann Veneman, afirmou que nenhum país ou região está imune à exploração sexual de menores. Segundo ela, o crime deixa cicatrizes psicológicas e diminui a esperança das crianças.

O congresso do Unicef pretende analisar vários tipos de exploração sexual de menores incluindo moléstias na família, casamento infantil e pornografia na internet.

Internet

Segundo as Nações Unidas, muitos criminosos continuam utilizando a rede mundial de computadores para atingir as crianças.

A nova geração de telefones celulares também facilita o contato com menores em salas de bate-papo virtuais.

Além disso, os participantes também debaterão maneiras de combater formas não-comerciais de exploração sexual de menores como abusos por líderes religiosos, professores e grupos armados em áreas de conflitos.”

O 3º Congresso Mundial de Enfrentamento de Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes termina nesta sexta-feira.