Conselho de Segurança debate situação na RD Congo

26 novembro 2008

Reunião especial para avaliar questão dos direitos humanos no oeste do país ocorreu a pedido de França e outros 37 países.

João Rosário, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas realiza uma sessão especial esta quarta feira para analisar a situação dos direitos humanos no oeste da RD Congo.

A reunião foi solicitada pela França e outros 38 países-membros da ONU incluindo todos os que formam o Conselho de Segurança.

Confrontos

A reunião acontece numa altura em que os confontos voltaram à RD Congo.

De acordo com a missão da ONU no país, a Monuc, na província do Kivu Norte, tropas rebeldes violaram o cessar-fogo, ao mesmo tempo que elementos das forças governamentais pilharam uma aldeia.

De acordo com a Monuc, os ataques originaram o pânico e a fuga de congoleses, aumentando o número de deslocados.

Civis

Em entrevista aos jornalistas antes da reunião do Conselho de Segurança, o embaixador de França na ONU, Jean-Marie Ripert, disse que a protecção dos civis congoleses pela missão da ONU na RD Congo é fundamental.

Jean-Marie Ripert afirmou que no terreno, será concentrada atenção na protecção dos civis. Ele disse ainda que faz parte da razão de ser do mandato e deve continuar a ser a razão do mandato da ONU no país africano. O embaixador da França disse que esta será a base da proposta de resolução da França para a renovação do mandato.

No dia 20 de Dezembro, o Conselho de Segurança aprovou uma resolução que autoriza um aumento de mais 3 mil tropas e polícias para a Monuc.

Neste momento, cerca de 17 mil capacetes azuis estão na RD Congo, com a missão de proteger os civis e dar apoio às tropas do governo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud