OMS cria guia sobre melamina em alimentos

1 outubro 2008

Directrizes servirão de base para decisões de autoridades sobre níveis de melamina em produtos; na China 54 mil crianças adoeceram após consumir lacticínios adulterados.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York*.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, divulgou nesta terça-feira uma série de directrizes preliminares para autoridades e governos.

A medida tem como objectivo ajudar em decisões a serem tomadas para lidar com a contaminação de alimentos com melamina.

Ácido

Na China, pelo menos 54 mil crianças tiveram que receber tratamento médico após consumirem derivados de leite contaminado com melamina, uma substância química proibida. Três bebés morreram.

De acordo com a OMS, a melamina foi deliberadamente adicionada ao leite, durante vários meses, para forjar um aumento dos níveis de proteína do produto.

Especialistas dizem que a melamina tem baixo teor tóxico, mas ao ser combinada com ácido cianúrico, a substância pode levar a problemas renais.

A agência da ONU informou que o guia é apenas uma avaliação preliminar e que são precisas mais informações sobre o tema.

A OMS já começou as reuniões com cientistas de várias partes do mundo para formular um guia mais abrangente.

Outros casos de leite contaminado foram registrados no Bangladesh e na Malásia que importam lacticínios da China.

Apresentação*: Cátia Marinheiro, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud