Ban pede mais ajuda para países sem litoral BR

Ban pede mais ajuda para países sem litoral

Nações representam 15% de todos os países, mas são responsáveis por menos de 1% das exportações globais.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York*.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon (foto), pediu mais generosidade da comunidade internacional para ajudar 31 países sem litoral a superar as conseqüências do isolamento geográfico.

O apelo foi feito na abertura de uma reunião de alto nível de avaliação do Plano de Ação Almaty de assistência aos países. O encontro termina nesta sexta-feira, na sede da ONU.

Exportação

O programa, lançado em 2003, tem como objetivo criar medidas para compensar o isolamento dos países sem litoral através de melhorias no acesso ao mercado e uma facilitação do comércio.

O Secretário-Geral afirmou que apesar dos avanços, ainda há muitos desafios a serem vencidos.

Segundo as Nações Unidas, o grupo representa 15% de todos os países, mas são responsáveis por menos de 1% da exportação mundial.

Obstáculos

De acordo com o Secretário-Geral, o maior desafio continua sendo o custo de transporte, que pode ultrapassar 70% do valor total da exportação.

A maioria dos 31 países sem litoral está na África. Entre eles: Botsuana, Ruanda e Zimbábue. Na América Latina, Paraguai e Bolívia fazem parte da lista.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.