ONU elogia ganhador do Nobel da Paz

ONU elogia ganhador do Nobel da Paz

Ban Ki-moon destacou esforços do ex-presidente da Finlândia, Martti Ahtisaari (foto), na defesa dos ideais e princípios das Nações Unidas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, parabenizou o ex-presidente da Finlândia, Martti Ahtisaari, pelo Prêmio Nobel da Paz deste ano.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira em Oslo, capital da Noruega.

Cerimônia

Ahtisaari, que é também enviado especial das Nações Unidas, foi escolhido para o prêmio por seus esforços, nas últimas três décadas, de promover a resolução de conflitos em vários continentes. Nesta entrevista à Rádio ONU, Ahtisaari brincou ao especular a razão de ter ganhado o Nobel.

O ex-presidente da Finlândia contou a Rádio ONU, de Helsinque, que ele deve ter sido escolhido, após seu nome ter estado na lista por muitos anos.

Em seu mais recente cargo na ONU, ele atuou como enviado especial para as conversações sobre o status de Kosovo, na ex-Iugoslávia.

Em fevereiro, Kosovo declarou-se independente da Sérvia, uma decisão não reconhecida pelo governo de Belgrado.

Segundo Ban Ki-moon, Ahtisaari nunca deixou de defender os princípios e ideais das Nações Unidas. Ele lembrou que o ex-presidente finlandês é um aliado na causa da paz, do desenvolvimento e dos direitos humanos.

Ele trabalhou como enviado especial para o Chifre da África em 2002. E foi o chefe das conversações que levaram à independência da Namíbia em 1990.

O ganhador do Nobel deve receber um diploma, uma medalha de ouro e uma quantia em dinheiro no valor de US$ 1,4 milhão, o equivalente a R$ 2,8 milhões.

O Nobel será entregue numa cerimônia em Oslo, em 10 de dezembro. No mesmo dia a ONU comemora os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.