Relatório revela abusos na República Centro-Africana (Português para África)

13 outubro 2008

De acordo com documento, mortes, tortura e prisões arbitrárias seriam algumas das violações dos direitos humanos.

Yara Costa, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas registaram um aumento da ocorrência de abusos e violações por parte das forças de defesa e segurança contra civis em relatório divulgado sobre a situação dos direitos humanos na República

Centro-Africana, durante o primeiro semestre de 2008.

Segundo o relatório, as execuções sumárias, tortura e prisões arbitrárias são consequência de uma cultura de impunidade e têm contribuído para uma deterioração do respeito aos direitos humanos no país.

O Escritório da ONU de Apoio à Consolidação da Paz, Bonuca, na sigla em francês, aconselhou ao governo da República Centro-Africana para que este siga uma política mais rígida contra a impunidade.

Insegurança

A Bonuca informou ainda que a situação de segurança no norte do país no agravou-se. A região conta com a prensença activa de forças governamentais, rebeldes e bandidos de estradas e todos têm cometido atrocidades.

Há relatos que o grupo rebelde do Uganda, Resistência Armada do Senhor LRA, opere na região sudeste do país.

Maus tratos

Mas a maioria das violações é atribuída às forças oficiais. O documento menciona que os agentes que têm a obrigação de proteger civis, estariam a desrespeitar o fim do uso de tortura e de maus tratos, e prisões e detenções arbitrárias.

Em operações contra rebeldes e bandidos, as forças são acusadas de não fazerem qualquer distinção entre pessoas armadas e civis. Casas foram queimadas e pessoas foram executadas de forma indiscriminada como represália aos cúmplices de rebeldes ou bandidos.

O documento conclue que as autoridades centro-africanas devem tomar medidas concretas urgentes e pede investigação de todos os casos alegados de violação de direitos humanos e respectiva punição dos responsáveis.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud