Vírus misterioso na África do Sul pode ter sido identificado

14 outubro 2008

Testes preliminares indicam possíveis causas da doença que matou três na África do Sul.

Yara Costa, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, anunciou esta terça-feira que análises do vírus, que causou a morte de três pessoas, continuam a ser feitas em laboratórios na África do Sul e nos Estados Unidos. Os primeiros resultados indicam que o vírus pode ser da família da Arenaviridae que também incluí a febre de Lassa.

As investigações começaram a ser feitas após a morte de um cidadão da Zâmbia que foi evacuado, no dia 14 de Setembro, para Johanesburgo na África do Sul.

Parceiros

Um paramédico e uma enfermeira que tomaram conta do paciente também faleceram no princípio deste mês.

Segundo a OMS, os três pacientes apresentaram sintomas de febre, dores de cabeça e diarréia que rapidamente evoluíram para uma disfunção hepática seguida de morte.

A OMS tem estado a trabalhar com seus parceiros do Alerta Global de Surto e Rede de Resposta para ajudar os ministros da saúde da África do Sul e da Zâmbia a investigarem as razões do surto e monitorarem pessoas que possam ter estado em contacto com o vírus.

A agência das Nações Unidas informou que não existe indicação de restrição de viagem de pessoas para estes países.

Os 144 casos conhecidos de pessoas que tiveram contacto com as vítimas nos dois países africanos, estão sobre observação.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud