Crise leva Banco Mundial a ampliar crédito na AL (Português para o Brasil)

Crise leva Banco Mundial a ampliar crédito na AL (Português para o Brasil)

Relatório do órgão sugere que crescimento nos países latino-americanos e caribenhos deve baixar mais da metade em 2009.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.*

O Banco Mundial anunciou que está oferecendo uma linha de crédito adicional para países latino-americanos e caribenhos afetados pela crise financeira global.

O empréstimo de US$ 500 milhões, o equivalente a mais de R$ 1 bilhão, será destinado a pequenas e médias empresas. Segundo o Banco Mundial, por causa da crise, a previsão de crescimento em 2009 pode baixar para até 2,5% contra um aumento de 5,6% registrado no ano passado.

Avanços

A iniciativa foi lançada em parceria com instituições regionais, entre elas o Banco Interamericano de Desenvolvimento.

A vice-presidente para a região, Pamela Cox, disse que nos últimos cinco anos a América Latina conseguiu manter um crescimento médio de 5% e reduzir os níveis de pobreza e desigualdade. E a linha adicional de crédito pretende proteger os avanços além de injetar liquidez no sistema financeiro.

O especialista da Comissão Econômica para América Latina e Caribe, Cepal, Carlos Mussi, falou à Rádio ONU de Brasília sobre o impacto da crise no crescimento regional.

Impactos

“A crise internacional certamente trará alterações para este cenário. O que temos de positivo no momento, é algum tempo para poder responder aos impactos desta crise. Que primeiro, tem um impacto financeiro, em termos de linhas de crédito a curto prazo. Mas o seu principal impacto vai ser de médio e longo prazos, em termos de alterar os fluxos de investimento no mundo,” disse.

Segundo um relatório do Banco Mundial, as economias regionais estão reagindo à crise melhor do que no passado, graças a progressos na microeconomia e nas políticas financeiras.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.