ONU pede mais recursos para reconstruir Haiti (Português para o Brasil)

16 outubro 2008

Coordenador de Assuntos Humanitários das Nações Unidas no país, Joël Boutroue, afirma que sem investimento adicional o ilha caribenha entrará num ciclo de instabilidade e insegurança.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.

O coordenador de Assuntos Humanitários das Nações Unidas para o Haiti, Joël Boutroue, pediu a doadores internacionais mais recursos para promover ajuda de emêrgencia e esforços de reconstrução no país. O apelo foi anunciado nesta quarta-feira.

Boutroue alertou que apesar da situação no Haiti estar temporariamente estabilizada, a estação de furacões está ainda pela metade. Em agosto, a ilha caribenha foi atingida por quatro tempestades tropicais, que mataram mais de 800 pessoas.

Insegurança

O coordenador afirmou que cerca de 3 milhões de haitianos enfrentam insegurança alimentar, como conseqüência das tempestades e da alta nos preços dos alimentos e dos combustíveis.

Segundo ele, o Haiti está completamente devastado e não há indústria, produção agrícola ou investimento significativos no país.

Boutroue afirmou que sem recursos extras, as Nações Unidas não têm a capacidade de providenciar água, saneamento e alimentos para a população afetada. E se não houver investimento adicional, o país entrará num ciclo de instabilidade e insegurança.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, anunciou, nesta quinta-feira, que está distribuindo comida regularmente para quase 500 mil haitianos. A agência providencia também uma refeição por dia para 400 mil alunos em todo o país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud