Pnud analisa recuperação econômica pós-conflito
BR

22 outubro 2008

Administrador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Kemal Dervis (foto), afirma que recuperação deve ser basear no investimento em populações e instituições locais.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.*

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, lançou, nesta quarta-feira, em Nova York, o relatório “Recuperação Econômica Pós-Conflito: Permitindo Inventividade Local”.

O relatório tem como foco a importância da inventividade para guiar a recuperação, o papel do Estado e políticas de reconstrução da economia e de redução do risco de reincidência de conflito.

Experiências

O documento foi apresentado pelo chefe do Pnud, Kemal Dervis. Segundo ele, a agência reuniu exemplos de diversos países, muitos deles devastados por conflitos violentos.

O relatório mostra que programas de recuperação devem ter base no conhecimento de dinâmicas locais. Caso contrário, políticas com o objetivo de ajudar podem acabar aumentando as tensões existentes.

Segundo a análise, a comunidade internacional deve promover ações para reduzir o risco de reincidência de conflito e reforçar atividades econômicas positivas.

Além disso, o estudo afirma que atores locais devem liderar os esforços de recuperação. E encoraja a comunidade internacional a trabalhar em parceria com instituições locais.

O relatório pede a parceiros internacionais que apóiem políticas para o alívio de dívidas, permitindo mais espaço para o crescimento econômico.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud