Milhares de cristãos fogem do Iraque
BR

23 outubro 2008

Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, afirma que cerca de 400 pessoas cruzaram a fronteira entre o Iraque e a Síria nas últimas semanas.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.*

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, anunciou, nesta quinta-feira, que está atendendo centenas de cristãos iraquianos que fugiram da cidade de Mosul, no norte do Iraque, para a Síria. O motivo da fuga seriam perseguições, intimidações e até assassinatos de membros da comunidade cristã em Mosul.

Segundo a ONU, a Síria já abriga pelo menos 1,2 milhão de refugiados iraquianos.

Segurança

O representante do Acnur na Síria, Laurens Jolles, afirmou que os cristãos não estão mais seguros no norte do Iraque.

De acordo com a agência, milhares de pessoas deixaram a cidade iraquiana nas últimas semanas. E cerca de 400 cruzaram a fronteira para a Síria.

A porta-voz do Acnur na Jordânia, Karmen Sakhr, falou à Rádio ONU de Amã, capital do país, sobre a situação dos refugiados iraquianos no Oriente Médio.

“Nos últimos dois anos ficou ainda pior para eles, porque tem a discriminação religiosa e étnica, e quase todo mundo saiu de Mosul. Nós estamos dando para os refugiados a proteção necessária aqui no Oriente Médio, quer seja na Síria ou na Jordânia. Em questão de reassentamento nós estamos tentando ajudá-los mais por causa da questão religiosa,” disse.

O Acnur está registrando refugiados iraquianos nas cidades de Damasco e Aleppo. E providenciando ajuda de emergência e alimentos para famílias com dificuldade financeira.

Segundo a agência, todos os cidadãos iraquianos disseram que esperam retornar em breve as suas casas.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud