Relator volta a pedir fechamento de Guantánamo
BR

23 outubro 2008

Relator especial da ONU, Martin Scheinin, afirma que o próximo governo dos EUA deve tomar providências necessárias para fechar prisão.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.*

O relator especial das Nações Unidas para Proteção dos Direitos Humanos no Combate ao Terrorismo, Martin Scheinin, disse que o sistema americano de Comissões Militares para Prisioneiros em Guantánamo, provavelmente, não estaria atingindo padrões internacionais para o direito a um julgamento justo.

Scheinin fez a declaração numa série de debates de relatores da ONU, na Assembléia Geral nesta quarta-feira.

Fechamento

O relator especial lembrou que de acordo com a decisão do Tribunal Supremo dos Estados Unidos, as leis estabelecendo as comissões são inconstitucionais, por causa da negação de habeas corpus, ou seja, o direito de contestar a própria detenção.

Scheinin disse que, independentemente, do candidato que vencer as eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para 4 de novembro, o novo governo deve tomar as providências necessárias para fechar Guantánamo.

A prisão mantém centenas de suspeitos de crimes relacionados a terrorismo, detidos após os ataques contra os Estados Unidos em setembro de 2001.

Apresentação*: Mônica Villela Grayley, Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud