Situação permanece tensa na RD Congo
BR

30 outubro 2008

Agências das Nações Unidas não puderam distribuir ajuda humanitária em Goma, no leste da República Democrática do Congo.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

Os funcionários das Nações Unidas na cidade de Goma, no leste da República Democrática do Congo, estão trabalhando sob fortes restrições devido a situação de insegurança e ao avanço das forças rebeles.

Várias agências da ONU presentes na região, incluindo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, o Fundo das Nações Unidas para Infância, Unicef e o Programa Mundial de Alimentos, PMA, não puderam distribuir assistência humanitária.

Combates

Cerca de 50 mil pessoas estão fugindo dos combates na província de Kivu Norte.

A informação é do porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados, Acnur, Andrej Maheci.

Segundo Maheci, a situação esta calma nesta quinta-feira após uma noite de intensos combates e saques.

O Conselho de Segurança da ONU condenou a recente ofensiva dos rebeldes de etnia Tutsi comandados pelo antigo general Laurent Nkunda.

O conselho pede o fim dos confrontos e manifesta preocupação com o disparo de armas pesadas na fronteira entre o Ruanda e a República Democrática do Congo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud