ONU apóia campanha pelo fim da violência contra mulher
BR

31 outubro 2008

Segundo OMS, quase 50% dos assassinatos de mulheres acontecem devido a violência de namorados, maridos ou ex-companheiros.

Marco Alfaro, da Rádio ONU em Nova York.

A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, SPM, lançou nesta sexta-feira, em Brasília, a campanha Homens Unidos pelo fim da Violência Contra as Mulheres.

A iniciativa atende ao apelo do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, para que os países-membros da organização coloquem um fim a violência contra a mulher.

Homens

A campanha, realizada pelo governo brasileiro em parceria com organizações civis, tem o apoio do Fundo de Populações das Nações Unidas, Unfpa, e do Fundo de Desenvolvimento da ONU para as Mulheres, Unifem.

A representante do Unfpa no Brasil, Alanna Armitage, falou à Rádio ONU, de Brasília, sobre a importância desta campanha, que pela primeira vez é direcionada aos homens.

"É tão importante porque é uma campanha que vai mudar a cultura. Vai assegurar que a cultura já não permite a violência contra as mulheres. A participação dos homens como pais, como líderes, como líderes religiosos é importante porque eles vão participar desta mudança cultural" disse.

Aumento da Violência

Segundo a Organização Mundial da Saúde, OMS, quase 50% dos assassinatos de mulheres acontecem devido a violência de namorados, maridos ou ex-companheiros.

Dados da Central de Atendimento à Mulher no Brasil registram que entre janeiro e junho deste ano houve um aumento de 107,9% dos casos de violência contra as mulheres no país em relação ao mesmo período em 2007.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud