25% das adolescentes na AL são mães, diz Cepal (Português para o Brasil)

31 outubro 2008

Relatório indica que adolescentes em todo o mundo estão se tornando sexualmente ativas cada vez mais cedo.

Samantha Barthelemy, da Rádio ONU em Nova York.

A Comissão Econômica para América Latina e Caribe, Cepal, lançou o relatório "Juventude e Coesão Social na Ibero-América: Construindo um Modelo".

Segundo o documento, 25% das jovens latino-americanas, com menos de 20 anos de idade, já são mães.

Educação Sexual

O estudo destaca que a média de fertilidade na região, de 2,37 filhos por mulher, é mais baixa do que a média mundial. Mas, a média de fertilidade de adolescentes com idade entre 15 e 19 anos é de 76,2 filhos para cada mil mulheres, significantemente mais alta do que a média global de 52,6.

O relatório indica que as causas principais para o alto índice de natalidade entre adolescentes é a falta de programas de educação sexual em escolas e de políticas de saúde reprodutiva.

De acordo com a Cepal, as adolescentes em todo o mundo estão se tornando sexualmente ativas cada vez mais cedo.

Mas, a diferença é que nos países desenvolvido, a atividade sexual começa e continua com o uso de métodos contraceptivos. Enquanto nos países em desenvolvimento, a distribuição destes métodos só é feita depois do nascimento do primeiro filho.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud