Instabilidade no Haiti é preocupante, diz Ban

4 setembro 2008

Novo relatório do Secretário-Geral aponta aumento nos preços dos alimentos como factor que contribui para a insegurança no país.

João Duarte, Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, publicou um novo relatório no qual manifesta ansiedade relativamente à instabilidade no Haiti.

No relatório entregue ao Conselho de Segurança e relativo ao trabalho da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti, Minustah, Ban Ki-moon recomenda a extensão da presença no país até Outubro de 2009.

Instabilidade

Entre várias razões, Ban afirma-se preocupado com a recente instabilidade política.

Em Abril, seis dias de manifestações violentas disputadas pela subida nos preços dos alimentos resultaram em vários mortos.

A instabilidade foi seguida de uma moção de censura contra o governo e a paralisia dos órgãos legislativos enquanto se aguarda a entrada em funções de um novo primeiro-ministro.

Preços

O Secretário-Geral nota ainda que a escalada nos preços globais dos alimentos e combustíveis ameaçam a estabilidade do Haiti.

De acordo com dados das Nações Unidas, os níveis actuais de auxílio alimentar satisfazem apenas 5% das necessidades do país. As autoridades haitianas afirmam que a insegurança alimentar ameaça 2,5 milhões de pessoas, mais do dobro das estimativas de 2007.

Num desenvolvimento separado, agências de notícias afirmam que três tempestades nos últimos 21 dias provocaram pelo menos 170 mortos.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, e o Programa Alimentar Mundial, PAM, estão a cooperar com as autoridades para assistir a população civil.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud